terça-feira, 23 de junho de 2009

Os dias da chicória


Você sabe o que é uma chicória?

Eu te explico: chicória (Cichorium intybus) é uma verdura que faz um bem danado à saúde, por ter folhas verde escuro é uma grande fonte de ferro e fibras. Mas o sonho da chicória era ser alface. Lisinho, verdinho, pode ser crespo, liso, mimoso, ate roxo o safado do alface consegue ser, além do sabor prazeroso e do efeito calmante. Já a chicória é de um verde escuro de doer, não combina com nada. Peludinha, áspera e o pior, amarga. Amarga que só chicória.


Apesar da chicória raramente enxergar suas qualidades e, na maioria das vezes, se concentrar no que não se enquadra nos padrões, ela é uma excelente ajuda para pessoas com problemas na visão, com intestino preguiçoso, limpa o fígado, estimula o baço, além de fortalecer os ossos, dentes e cabelos. Como você pode perceber apesar de todos os benefícios para a saúde a chicória ainda é marginalizada e tida como amarga.

Todo esse nariz de cera aí, para contar que eu estou nos meus dias de chicória. Amarga, áspera e, se duvidar, venenosa.

E como eu deveria me sentir quando aquela que você tem como sua melhor amiga olha nos seus olhos, abaixa e puxa seu tapete?


Me sentir chicória, né?

Nunca fui traída por namorados (não que eu saiba), mas acredito que o tanto que dói quando um amigo te passa uma rasteira é maior do que um namorado qualquer na cama com uma loira do tipo Pamela Anderson.


Você faz planos, cria expectativas, trabalha, trabalha, trabalha e trabalha na execução de um projeto que era a “menina dos olhos” das duas pessoas. Quando menos espera, linda, loira e sem explicações plausíveis, ela te manda um email, com meia dúzia de linhas e diz: não quero mais, minha vibe é outra.

O que fazer além de se sentir chicória?


Ah, Fernanda, levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima, há de dizer o caríssimo leitor. Sim é claro, não da para ficar olhando a banda passar. E a chicória já resolveu os problemas inerentes (adoro falar inerente e instrínseca) a puxada tapetal, mas o sentimento de chicória permanece.


E, talvez, seja mesmo bom ficar nessa salada uns dias. É bom sentir dor e deixar que ela te amorteça, para mais para frente lembrar de ter cautela com as pessoas, ou com algumas pessoas.

Amizade nem sempre tem o mesmo valor para uns e para outros, tomar consciência disso, faz parte das minhas resoluções de ano novo, todos os anos.
E eu não aprendo! Isso só para citar o lado da amizade, sem levar em conta o lado profissional da coisa. Porque aí, o buraco é mais embaixo, bem mais embaixo e fica para os próximos capítulos.

Na minha fase chicória, limão, sal e azeite!


E pimenta, muita pimenta!!!


A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não tem tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos.



28 comentários:

J.R disse...

Texto sensacional, assunto amargo ficou cômico...ótima sacada, adorei a comparação..rs..chicória..tadinha dela né? Faz tanto bem e não é reconhecida..

adorei o lance do inderente e intrínseca...rsss...ri sozinho aqui.

Bom...em relação ao tema..não tenho muito o que dizer..é como vc disse...é curtir a DOR e esperar passar..e tentar NÃO errar novamente.

Essa traição de amigo é amarga mesmo.

Boa Sorte nas próximas escolhas.

J.R disse...

*inerente*

Babi Mello disse...

Ai Fê complicado mesmo, você cria expectativa, faz planos e de uma hora para outro vem tudo por agua abaixo. Gente é complicado e o nosso mal e que muitas vezes transfirimos nossos sonhos para as outras pessoas.
Mas bola para frente, enquanto isso curte sua fase chicória.
Bj!

Moça do Fio disse...

Pessoas-chicórias... taí... posso adotar esta nomenclatura?

Lamento que isso aconteça. Ser traído por amigo é bem mais doloroso que ser traído pelo namorado, concordo. Também tô passando por isso. Dói, dói muito. Mas quando saímos disso, estamos bem mais maduros.

Beijos e fique bem.

Patricia disse...

ah! pequeno príncipe é perfeito!

e chicórias podem ser felizes!
eu nào lido muito bem com traição de amigo, porque se eu te considero tal não espero nunca que possa me trair sabe, ou me magoar. o difícil é ver que nem todo mundo tem a mesma lealdade que a gente, mas uma hora a gente aprende que sempre existe alguém que vale a pena por ai.

:*

Jairo disse...

Compra 300 gramas de carne moída, faz um arroz branquinho e soltinho, frita um zoião e mistura com a chicória... ah, e bota tempero, pimenta... é assim... não tem outro jeito.. joga tudo na panela.... e viva... beijos

Igor Garcia disse...

Foi uma filha da putice sem tamanho! Como pode uma pessoa, uma amiga, ou uma futura parceira de trabalho, tomar uma atitude tão infantil, tão ridícula, tão hipócrita e tão estúpida com um assunto de tal importância como um TCC?

Quantos dias, noites, madrugadas e fins de semana e feriados de trabalho voce teve, enquanto ela viajava para Dourados e ficava incomunicável, sequer tendo uma ínfima preocupação em fazer o trabalho que compete a voces duas?

Infelizmente é uma criança se formando e uma profissional de merda no mercado de trabalho. ISso claro se o pai dela não comprar, também, uma vaga no mercado de trabalho.

De amizades assim é melhor deletá-la e queimá-la definitivamente.

AMV

Xero!

Pedro Berocan disse...

Pense como experiência
Trate como uma fase
E é assim mesmo, jogam bosta pra adubar e colher uma chicória melhor e mais vitaminada.

Se cuida

Beijo

Carolina disse...

Olha, se te consola isto acontece direto com todo o mundo porque quem disser que não cria expectativa então está em coma cerebral há muito tempo. Impossível não apostar nos outros, fazemos todos os dias isto e não saímos ganhando sempre. isso pode levar anos, dias ou minutos, o legal é percebr antes tarde do que mais tarde. Sinal de que não era pra ser.
Doer? Vai, vai doer, você vai se remoer e depois o tempo vai curar tudo, por mais clichê que seja e você vai ficar anestesiada nas próximas vezes. Claro que o ideal não é generalizar e depois de uma traíra colocar todo mundo no mesmo saco, mas nas próximas você fica mais esperta. Com certeza!Rasteira profissional e pessoal é foda.
Segue o baile!E lembra que o mundo dá muitas voltas, posso te garantir que sem a gente mexer um dedo as coisas param na nossa mão, por acaso.
bjos queridos pra ti!

Roberta disse...

Muitas vezes esperamos muito de uma pessoa que não pode nos dar nem a metade, amizades apesar de fortalecidas andam sempre por um fio. Não sou pura sabedoria no ramo de amizades, mas cada um tem o seu tempo. O seu dia de chicória passará e ela continuará a perder pessoas por motivos óbvios, pois quem faz com um já fez ou fará com outros, a não ser que ela seja espertinha o suficiente pra perceber e pedir desculpas ou tenha um motivo de fato louvável para o que cometeu.
Sou uma eterna laranja azeda e doce. E viva as frutas, legumes, verduras ... ;D beijinhos !

Marli Cassiano disse...

Oi Fernanda!
Eta, mulher apimentada! rsrs
Não posso falar nada pois como mediadora de negócios sempre procuro chegar num consenso para todos. Mas vem pisar no meu calinho, ops, na minha rodinha. Só falta eu levantar da cadeira e dar uma cadeirada - to brincando rsrs
Hoje me chamam de "mestre Fioda", sempre tenho algo bom a dizer. Mas na realidade, na minha idade e com todas as aventuras já vividas, procurei entender que o erro só existe para quem olha somente de um ponto de vista, quando pode existir um campo de possibilidades. E tudo o que acontece é porque tem uma coisa melhor vindo pra gente, é só você aceitar isso como verdade.
Não esqueci do apartamento, mas é difícil encontrar a não ser que algum cliente daqui colocasse à venda conosco. No entanto, se você encontrar algum apartamento de pessoa particular, antes de fechar negócio, me liga ou manda e-mail que já me comprometo de explicar todos os passos para que você compre com segurança.
A propósito: você mora em Jacareí?
Vamos fazer uma Noite de Autógrafos do meu filho Fábio, dia 30/06, a partir das 19 horas, no bar Mad Jack, com MPB de brinde, sinta-se convocada, será um prazer conhecê-la e traga o seu namorado.
Beijos,

Marli
(12)3302-8252
marli.topimoveis@uol.com.br

Denise do Egito disse...


Sei bem como você se sente. Já levei rasteira de amiga de me deixar sem ação, boquiaberta, estupefada. O pior é que, com a gente, parece que as coisas demooooooooooram tanto a se processar, né? A gente, muito exigente, fica se culpando, se martirizando. Não faça isso: perdoe-se. Não lastime um erro que não foi seu. Não sofra pelo comportamento de uma pessoa imatura e desleal, porque é ela que é assim, não você. Ela agora faz parte do passado. E o passado deve ser perdoado e esquecido! Vigie sua mente para não pensar mais nela. Só pense no que vem adiante, no tanto que coisa boa que você ainda vai fazer, na conclusão do seu curso, no seu namorado, no seu início de carreira.
Boa sorte e um beijo carinhoso. Fique com Deus!

Danielle Kimura disse...

Tadinha da chicória =/
Fica tisti naum, tá? Aquela alface é boba, amiguinha, ela é boba! E po, valeu pelo comentário GRANDÃO lá no blog, ri pra caramba! uhauahua... po, só pra saber, eu tbm gostava do Jackson. É que eu me expressei tão mal no texto, que deu a entender o contrário =p

bjins! ;*

Luciano A.Santos disse...

Olá Fernanda,

Passando rapidinho pra avisar que tem um selo pra você no meu blog. Espero que goste, mas fique a vontade se quiser declinar.

Abraços.

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

pois das folhas a unica que não como é a chicória...

ps. um dia chicória no outro rúcula amiga... bem chique, ao lado do queijo de bufala e do tomate seco.

Sammyra Santana disse...

Fer!!!
Eu andei numa fase chicória tb... por isso sumi de vez, inclusive do blog!
mas voltei, aliás, to voltando aos pouquinhos, quem sabe eu viro alface, né? rs
Traição seja ela qual for é muito dolorida! O copo trinca, o laço se desfaz, a casa cai.
E quando a traição envolve amigos e trabalho, nossa! Nem comento!
Acabei de passar por isso tb! E sou de dizer que DÓI! E dói MUITO!
Espero que tudo se resolva por aí!
bjo

ps.: aquela mão do post anterior ainda me dá agonia! rsrsrs

Elaine dos Santos disse...

Adorei o texto...boa sacada!
Desculpe a falta de comentários, mas aluno em final de semestre pira!
Passei pra dizer que tem um selo pra vc no blog. abçs :)

Camila Sanches disse...

Seu texto ficou fera!
Adorei a comparação!
Passo sempre por aqui, mas nem sempre deixo meus comentários. Aqui foi inevitável. rs Sou vegetariana e chicória é minha verdura preferida... Ela amarga no começo, mas depois é uma delícia!Parabéns e boa sorte na fase nova.

B; disse...

HAHAHA, chicória, adorei

Fernando Fontes disse...

A imagem no fim, mostra tudo, neste romance infantil, temos a verdadeira essência da amizade, esquecida por quase todas as pessoas, de toda forma conselhos não vou te dar, pois pelo que li acima você deles não precisa.

Quero deixar aqui um convite, tenho um blog (novinho) sou escritor (pelo menos tento) e estou publicando uma WebNovela, um WebRomance, sei lá como se chama isso, e gostaria muito de receber sua visita.

http://ensaiosliterarios.wordpress.com/

Depois aguardo seu comentário.

Um forte abraço, não vou desejar sorte, pois ninguém precisa dela.

Lua. disse...

adorei o texto, :B

*Renata disse...

Fe,

que saudade de vc!

Com certeza vc não merecia um dia de chicória.
Mas, eu tb já tive um dia desses e a minha dica: bastante chocolate, bom humor e fazer a fila andar.

Beijo grande!!!

Juliana Cardoso disse...

nossa ... gostei muito do seu blog
vc escreve bem mesmo, faz ótimo uso das palavras =D

olha.. não vou dizer todo aquele blablablá sobre acontecer com todo mundo e o quanto algumas pessoas precisam aprender a respeito de valores.
só te digo que: é na dor que crescemos (infelizmente) então, tire super proveito dessa fase aí... e bola pra frente! :)

bjinhus
e se puder me visitar tb rs

Vinícius Aguiar disse...

é... ser traído é um saco, seja sob qual aspecto for... mas apesar do clichê, não resta outra saída a não ser curtir um pouco da "fossa" e seguir em frente né... enfim, espero que tudo se resolva!

Beijos!

Marcela disse...

O texto da chicória serve para várias situações.
E que saber, chocória combina muito mais com um arroz e feijão, porque alface deixa a digestão lenta!

Abraços!

Allan Machado disse...

Amarga, áspera e, se duvidar, venenosa. ....

Nhe! Fear...

Fernanda Pereira disse...

Allan, vc captou exatamente a essência da coisa!!!

;)

Uma Pulga em desesperO disse...

Que merda! O pior é que a raposa está tem razão :(